Clichê? Talvez, um pouco… mas a mais pura verdade. Adquirir o hábito da leitura pode ser um desafio para muitas pessoas que não tiveram esse estímulo e o interesse na infância e na adolescência, mas está longe, muito longe de ser impossível. Se fossemos listar aqui todos os benefícios da leitura, essa publicação não terminaria tão cedo.

E não estou me referindo apenas a livros acadêmicos e técnicos. Nem a leitura exclusiva de notícias. Estou me referindo a qualquer tipo de leitura, incluindo HQs.

Arrisco dizer que em 90% das listas espalhadas na internet com dicas para “escrever bem“, tem o tópico “ler mais“. E quem as escreve, tem razão. Quando você lê, você adquire vocabulário, e tudo fica mais fácil. Seu texto fica de fácil leitura, já que você passa a conhecer mais palavras e elas fluem e se encaixam em seus textos, muitas vezes até sem perceber.

É notável a diferença de quem lê muito e quem não lê, em relação ao texto. É comum professores fazerem a pergunta “você lê muito, né?” quando encontram um texto com certas características (positivas, claro!).

Quem lê muito, também costuma ter uma facilidade maior em relação as normas gramaticais. É um exercício de repetição. Você passa horas e horas imerso em uma história, e as normas gramaticais acabam entrando na sua mente sem mesmo que você perceba. Os benefícios da leitura em relação a escrita aparecem de forma natural.

Autores tem estilos diferentes de escrita, e você acaba se moldando a partir dos gêneros e dos tipos de livros que você lê. É um dos motivos que vemos pessoas que leem fantasia e ficção, escrevendo bem textos para algum trabalho sobre jornalismo literário, por exemplo.

É tudo uma questão de prática! E ler muito só traz benefícios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *